O Mundo
dos negócios

A NÃO INCIDÊNCIA DE TRIBUTOS NA EXPORTAÇÃO

A formação de preços para a venda internacional deve atentar aos benefícios oferecidos

Por: Mayara Cardoso

A alta carga tributária no Brasil é sem dúvida o principal desafio dos empresários. Afinal, o país tem uma das maiores tributações do mundo com o menor retorno em serviços públicos. Entre as dezenas de impostos cobrados em negociações dentro do país, para as exportações,

exportação tributos brasil export blog comex import negócios internacionais comércio exterior mercado externo como exportar marcelo raupp renato barata gomes unq trading criciuma sc

Tributos da exportação.

no entanto, a maioria deles não é incidente, o que torna a venda para o exterior um possível caminho de maior competitividade e resultados para o negócio como um todo.

De acordo com o contador Jean Netto, dependendo do regime contábil, da classificação fiscal e do estado de origem, a redução pode chegar a 40% do valor negociado internamente. “A venda de produtos para fora do país, em geral, não gera a cobrança de PIS, COFINS, IPI e ICMS. Ou seja, todos esses tributos são isentos na negociação de um produto entre a empresa brasileira e uma com sede em outro país”, explica Netto.

O especialista ainda lembra que alguns produtos podem estar enquadrados em diferentes Regimes Aduaneiros Especiais, o que pode aumentar ainda mais os benefícios de produtos exportados. Conforme Netto, “um exemplo destes é o próprio Drawback, que isenta ou suspende tributos na importação de produtos que serão direcionados para a exportação”. Para tanto, lembra que é fundamental buscar um especialista que possa dar o melhor direcionamento para cada caso.

Explicação

O “empurrãozinho” dado pelo governo através da isenção de alguns impostos é explicado pelas vantagens geradas ao país por meio do processo e, é claro, pela conquista de mercados consumidores. Conforme o economista e professor Enio Coan, “com a exportação chega aos cofres do Banco Central moedas fortes, aumentando a capacidade do país de importar aquilo que não produz no mercado interno”. O superávit gerado facilita, então, as operações comerciais com o mercado externo.

Além disso, a exportação promove benefícios indiretos pelas exigências dos países consumidores. A indústria se motiva a adequar o seu produto, melhora o processo produtivo e as consequências são sentidas no mercado interno também.

O autor

UNQ

UNQ Import Export

UNQ Import Export

Faça um comentário!

  1. *